Loja de Medicamentos Especiais. Loja de Medicamentos Especiais. Loja de Medicamentos Especiais.

0 Seu Carrinho
Seu Carrinho está vazio
Navegue por nossa loja e encha seu carrinho com as melhores ofertas!
Atendimento: (21) 3559-7060
delivery@integralmed.com.br
Mais Visões

Rhophylac 300Mcg - 1 ser. preenchida 2ml

Ativo: Imunoglobulina Registro MS: 1.0151.0121/001-2
De: R$285,00 Por: R$261,17
à vista no boleto R$253,33
ok + -
10x de R$31,81 1,99% a.m.
  • 1x de R$261,17
    sem juros
  • 2x de R$130,59
    sem juros
  • 3x de R$87,06
    sem juros
  • 4x de R$70,65
    Total R$282,59
    1,99% a.m.
  • 5x de R$57,64
    Total R$288,21
    1,99% a.m.
  • 6x de R$48,99
    Total R$293,95
    1,99% a.m.
  • 7x de R$42,83
    Total R$299,80
    1,99% a.m.
  • 8x de R$38,22
    Total R$305,76
    1,99% a.m.
  • 9x de R$34,65
    Total R$311,85
    1,99% a.m.
  • 10x de R$31,81
    Total R$318,05
    1,99% a.m.
Simulador de frete
Descrição

Rhophylac

Para que serve

Você deve receber Rhophylac caso seja uma mulher RhD-negativo e esteja grávida de um bebê cujo pai é RhD-positivo ou caso seu bebê já tenha nascido e seja RhD-positivo.

Nessa situação especial, você pode ser imunizada por células vermelhas do sangue de seu bebê e esse anticorpo pode passar para o seu sangue. Se isso acontecer, o primeiro bebê normalmente não é afetado e mantém-se saudável. Porém, se você engravidar novamente de um outro bebê RhD-positivo, seus anticorpos podem destruir as células vermelhas do sangue do bebê durante a gravidez. Isso pode causar complicações para o bebê, incluindo o comprometimento de sua vida.

Se você é RhD-negativo e está grávida, você pode receber imunoglobulina humana anti-D nas seguintes situações:

  • Se você está grávida ou se acabou de dar à luz um bebê RhD-positivo;
  • Se teve um abortamento ou uma ameaça de abortamento;
  • Se sua gravidez tem complicações graves, como gestação fora da cavidade uterina (gravidez ectópica) ou desenvolvimento de tumor do tecido da placenta ou das membranas (mola hidatiforme);
  • Quando é provável que o sangue de seu bebê passou para seu próprio sangue (hemorragia transplacentária resultante de hemorragia antes do parto). Isso pode ocorrer, por exemplo, se você tiver tido sangramento vaginal durante a gravidez.
  • Quando seu médico precisar realizar testes para verificar se há deformidades no feto (amniocentese, biópsiacoriônica);
  • Quando seu médico ou enfermeiro realizar uma manobra para fazer a cabeça do bebê virar em direção à pélvis (procedimentos de manipulação obstétrica, por exemplo versão externa);
  • Se você tiver algum trauma abdominal.

Este medicamento é também usado se você é uma mulher grávida RhD-negativo e não sabe se seu bebê é RhD-positivo ou negativo ou se o pai é RhD-positivo ou negativo.

Se você é uma pessoa RhD-negativo e acidentalmente recebeu transfusão de sangue RhD-positivo (transfusão incompatível) ou outros produtos contendo células vermelhas do sangue RhD-positivo.

Como o Rhophylac funciona?


Se uma pessoa RhD-negativo recebe uma quantidade suficiente de imunoglobulina humana anti-D, a imunização contra o fator Rhesus tipo D pode ser prevenida. Para isso ocorrer, o tratamento com Rhophylac deve começar antes ou logo após o primeiro contato com células vermelhas do sangue RhD-positivo. As imunoglobulinas humanas anti-D presentes em Rhophylac destruirão as células estranhas RhD-positivo imediatamente. Assim, o sistema imune não será estimulado a produzir seus próprios anticorpos contra o fator Rhesus tipo D.

O que é o fator Rhesus tipo D?

Os fatores Rhesus são características especiais das células vermelhas do sangue humano. Aproximadamente 85% da população possui o chamado fator Rhesus tipo D ("RhD") em suas células vermelhas do sangue. Essas pessoas são chamadas de RhD-positivo. As pessoas que não possuem o fator Rhesus tipo D são chamadas de RhD-negativo.

O que é a imunoglobulina humana anti-D?

A imunoglobulina humana anti-D é um anticorpo, que age contra o fator Rhesus tipo D e é produzido pelo sistema imune humano. Quando uma pessoa RhD-negativo recebe sangue RhD-positivo, seu sistema imune reconhece as células RhD-positivo como estranhas ao seu corpo, e tenta destruí-las. Para esse propósito, o sistema imune produz anticorpos específicos contra o fator Rhesus tipo D. Esse processo é chamado de “imunização” e geralmente demora algum tempo para ocorrer (2 a 3 semanas). Assim, as células vermelhas RhD-positivo não serão destruídas no primeiro contato, e geralmente nenhum sinal ou sintoma é observado. Quando a mesma pessoa RhD-negativo entra em contato com sangue RhD-positivo pela segunda vez, os anticorpos vão estar prontos em seu sistema imune para destruir as células vermelhas estranhas imediatamente.

Contraindicação

Leia esta seção com cuidado. Essas informações devem ser consideradas por você e seu médico antes de você receber esse medicamento.

Não use Rhophylac se você tiver alergia (hipersensibilidade) a imunoglobulinas humanas (anticorpos) ou qualquer um dos componentes do produto. Antes do tratamento avise seu médico, ou profissional de saúde, caso não tenha tolerado bem algum medicamento anteriormente.

Você não deve receber injeções no músculo se tiver uma grave redução no número de plaquetas (trombocitopenia) ou outros transtornos da coagulação. Avise seu médico se você tiver algum desses males. Nesses casos, você receberá Rhophylac apenas por injeção na veia.

Como usar

Você deve ser observado por pelo menos 20 minutos após a administração.

A seringa deve atingir a temperatura ambiente ou do corpo antes de ser utilizada. Usar uma única vez (uma seringa por paciente). Qualquer porção não utilizada do produto ou material de descarte deve ser descartada em conformidade com os requerimentos legais.

Rhophylac deve ser inspecionado visualmente para turvações ou depósitos antes da administração. A solução deve estar límpida ou ligeiramente opalescente. Não utilizar soluções turvas ou com depósitos.

Rhophylac deve ser injetado lentamente em um músculo ou diretamente em sua veia por um médico ou outro profissional de saúde.

Seu médico deve decidir o quanto de Rhophylac você deve receber e a via de administração apropriada. Por exemplo, se seu índice de massa corporal (IMC) for maior ou igual a 30, ele deverá injetar Rhophylac diretamente em sua veia.

Quando administrado na veia deve ser por injeção lenta. Em caso de distúrbios hemorrágicos, onde injeções no músculo são contraindicadas, Rhophylac deve ser administrado na veia. Se grandes volumes forem necessários (> 5 mL) e optar-se pela aplicação no músculo, é aconselhável administrálos em porções divididas em diferentes partes do corpo.

Posologia do Rhophylac


As doses e programações de doses a seguir são recomendadas com base nos estudos clínicos realizados com Rhophylac, entretanto, as diretrizes profissionais para o uso da imunoglobulina humana anti-D na veia ou no músculo devem ser consideradas em cada país de aplicação.

A dose de imunoglobulina humana anti-D deve ser determinada de acordo com o nível de exposição a hemácias RhD-positivo, e baseada no conhecimento de que 0,5 mL de concentrado de hemácias RhDpositivo ou 1 mL de sangue RhD-positivo é neutralizado por aproximadamente 10 microgramas (50 UI) de imunoglobulina anti-D.

Prevenção da imunização ao RhD em mulheres RhD-negativo

Profilaxia pré-natal

A dose recomendada é uma dose única de 300 microgramas (1500 UI) aplicada preferencialmente entre as 28ª e 30ª semanas de gestação, administrada por injeção na veia ou no músculo. Todavia, caso a gestação esteja mais adiantada, a dose deverá ser aplicada da mesma maneira.

Profilaxia durante o pré-natal seguida de complicações na gravidez

Uma única dose de 300 microgramas deve ser administrada pela via intravenosa ou via intramuscular o mais breve possível dentro de 72 horas após o evento de risco. Se tiver decorrido mais de 72 horas, o Rhophylac deve ser administrado mesmo assim. Se necessário, a administração de IgG anti-D deve ser repetida a cada 6 a 12 semanas até o momento do parto.

Profilaxia pós-parto

Uma dose única de 300 microgramas (1500 UI) deve ser administrado o mais breve possível dentro de 72 horas após o parto de uma criança RhD-positivo por via intravenosa ou intramuscular. Se tiver decorrido mais de 72 horas, o produto deve ser administrado o quanto antes. A dose pós-parto deve ser dada mesmo quando a profilaxia durante o pré-natal foi administrada e mesmo se existir uma atividade residual da profilaxia durante o pré-natal no soro da mãe. Se houver suspeita de uma grande hemorragia feto-materna (maior que 4 mL (0,7% a 0,8% das mulheres)), por exemplo no caso de anemia fetal ou neonatal ou morte fetal intrauterina, sua extensão deve ser determinada por um método adequado, por exemplo teste de Kleihauer-Betke. E doses adicionais de imunoglobulina humana anti-D devem ser administradas: 20 microgramas (100 UI) para cada 1 mL de células vermelhas de sangue fetal.

Transfusões incompatíveis de hemácias em pacientes RhD-negativo

A dose recomendada é de 20 microgramas (100 UI) de imunoglobulina humana anti-D por 2 mL de transfusão de sangue RhD-positivo ou por 1 mL de concentrado de eritrócito. A dose adequada deve ser determinada em consulta com um especialista em transfusão sanguínea. Testes de acompanhamento para hemácias RhD-positivo devem ser feitos a cada 48 horas e mais imunoglobulina humana anti-D deve ser administrada até que todos os eritrócitos RhD-positivo sejam depurados da circulação. A administração intravenosa é recomendada, uma vez que atinge os níveis plasmáticos adequados de imunoglobulina humana anti-D imediatamente. Se a administração for no músculo, doses altas devem ser administradas por um período de vários dias.

Uma dose máxima de 3000 microgramas (15000 UI) é suficiente no caso de transfusões incompatíveis grandes, independente do volume da transfusão ser maior que 300 mL de sangue RhDpositivo.

População idosa

Como a posologia em caso de transfusões incompatíveis dependem do volume de sangue RhDpositivo ou concentrado de células vermelhas transfundido, a dose recomendada em pacientes idosos (≥65 anos) não é considerada diferente a dos adultos. A dose apropriada, entretanto, deve ser determinada conforme orientações do especialista em transfusão sanguínea.

Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre os horários, as doses e a duração do tratamento. Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do seu médico.

O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o Rhophylac?


Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, cirurgião-dentista.

Avaliações de Clientes
Resumo
Avaliações

Esse produto ainda não foi avaliado.

Seja o primeiro!

Faça sua avaliação
Você está avaliando: Rhophylac 300Mcg - 1 ser. preenchida 2ml
O que dizem nossos clientes
  • Matheus chagas
  • 10/07/2019
Avaliado como Positivo
Comprei medicamento de alto custo e chegou muito rápido e em perfeitas condições. Recomendo a IntegralMed empresa seria e capacitada para trabalhar com esses tipos de remédios.
  • Filipe Vidotti
  • 10/07/2019
Avaliado como Positivo
Fiz minha primeira compra e gostei muito do atendimento rápido e sem complicações!!!